Ministério da Saúde inclui ayurveda, quiropraxia, ioga e shantala entre as práticas no SUS

Arteterapia, biodança, dança circular, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, reflexoterapia e reiki também foram incluídas

Letícia Gerola

Essas práticas valorizam o conhecimento tradicional e terapias alternativas como forma de integrar pacientes e complementar o tratamento. | <i>Crédito: iStock
Essas práticas valorizam o conhecimento tradicional e terapias alternativas como forma de integrar pacientes e complementar o tratamento. | Crédito: iStock


Os serviços de saúde locais agora poderão oferecer mais tratamentos classificados como práticas integrativas e complementares (PICs) utilizando recursos federais. Essas práticas valorizam o conhecimento tradicional e terapias alternativas como forma de integrar pacientes e complementar o tratamento. Entre as novidades, foram incluídas sete novas atividades: sessão de arteterapia, sessão de meditação, sessão de musicoterapia, tratamento naturopático, sessão de tratamento osteopático, sessão de tratamento quiroprático e sessão de REIKI. 
            Os procedimentos já são realizados por vários municípios brasileiros, segundo dados do Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade na Atenção Básica (PMAQ-AB), mas, com as inclusões, o Ministério da Saúde poderá acompanhar as ações realizadas em todo o país e melhor qualificar o serviço.
            Além das inclusões, foram também renomeados procedimentos já inclusos no rol das PICS para facilitar a identificação, pelos gestores, dos procedimentos nos sistemas de informação do SUS. 



03/04/2017 - 19:14

Conecte-se

Revista Bons Fluidos