Ícone do site

‘Super-Chico’ recebe 1ª dose da vacina após duas internações por covid-19 e mãe celebra

Published 19/01/2022

'Super-Chico' recebe 1ª dose da vacina após duas internações decorrentes da covid-19 - Reprodução / Instagram / daniguedesbombini_superchico

Você se lembra de história de ‘Super-Chico’? Após duas internações decorrentes da covid-19, Francisco Guedes, de apenas cinco anos, portador da Síndrome de Down, pôde celebrar na manhã desta quarta-feira, 19, após tomar a vacina contra o vírus que o atingiu duplamente.

+++ Menina de 10 anos faz pedido emocionante sobre vacina contra covid-19: ”Eu acabei ficando muito sozinha”

Além da Síndrome de Down, Chico também apresenta outras comorbidades responsáveis por agravar o quadro de covid-19 nas épocas em que o pequenino foi contaminado. Francisco, inclusive, chegou a ficar 18 dias internado da UTI. Foi neste episódio que os médicos começaram a chamá-lo de “garoto mais forte do mundo”. A história foi televisionada e transmitida no programa Fantástico, da TV Globo.

Mãe de ‘Super-Chico’ celebra com filho vacinado

No perfil oficial da mãe de ‘Super-Chico’, Daniela Guedes, no Instagram — que já conta com mais de 244 mil seguidores — a genitora compartilhou uma imagem em que aparece sorrindo com os olhos, segurando o filho em seu colo. Chico veste uma camiseta do Super-Homem, personagem que faz referência ao seu apelido. Com uma das mãos, ela mostra para a câmera o comprovante de vacinação de seu filho.

“O evento mais esperado do ano, após duas vezes de covid-19, junto com a foto mais esperada!”, celebrou Daniela nas redes sociais. Alguns dos seguidores que acompanham a família fizeram questão de deixar comentários positivos, como o de Natália, que disse: “Nem acredito que meu super-herói preferido está vacinado”.

+++ Jornalista Lílian Ribeiro celebra última sessão de quimioterapia

A vacinação infantil contra a covid-19 começou nesta última segunda-feira, 17 de janeiro. Crianças indígenas, com comorbidade, deficiência ou quilombolas serão as primeiras a receber as doses do imunizante, no caso, da Pfizer — ao contrário da dose original, roxa, destinada a pessoas com mais de 12 anos, as crianças receberão uma dose especial, cerca de um terço da outra, armazenadas em frascos com rótulo laranja.

Confira a publicação: