Publicidade
Como se conectar com o seu ‘eu superior’? – UNSPLASH/ Kelli McClintock

‘Eu superior: é muito possível que você já tenha ouvido essa expressão algumas vezes, principalmente atrelada aos assuntos que envolvem espiritualidade e autoconhecimento.

Publicidade

Dependendo de como você olha, esse termo pode causar confusão, pois se falamos em ter um “Eu Superior”, pode parecer que somos um “eu inferior” ou algo parecido. E isso não é verdade. Não somos inferiores a nada.

Mas é verdade que há uma parte de nós que está além da nossa percepção atual. De certa forma, é como se estivesse “faltando” uma parte, porque não a vemos. E isso nos faz sentir incompletos.

O nome não é importante. Podemos falar do “Eu Superior” ou chamá-lo de muitas outras maneiras.

+++ Bebê à vista: 4 simpatias poderosas para quem busca engravidar

Publicidade

+++ 14 hábitos diários – e simples – que ajudam a equilibrar corpo e mente

Publicidade

EU SUPERIOR: A PARTE DE NÓS QUE NÃO VEMOS SEMPRE

O primeiro passo para entender completamente o que é o Eu Superior é perceber que há uma parte de nós que não vemos. Atualmente, a visão que temos de nós mesmos não está completa. E isso é bem fácil de verificar.

Por exemplo, a maioria de nós não está totalmente consciente de todos os elementos do nosso próprio corpo. Não estamos cientes de onde nossas células e órgãos estão a qualquer momento, o que estão fazendo ou como se sentem.

Também não temos consciência de todas as nossas emoções. Muitas vezes sentimos as coisas sem vê-las claramente ou sem compreendê-las completamente. Pensamos e acreditamos em muitas coisas sem perceber.

Publicidade

E também não temos consciência da maioria de nossas memórias. Fizemos muitas coisas ao longo de nossas vidas e a maioria delas não nos lembramos. E se não nos limitarmos apenas a esta existência na Terra e voltarmos mais para trás, ainda nos lembraremos menos.

Então, se levarmos em conta nosso corpo, nossas emoções, nossos pensamentos e nossas memórias, podemos ver claramente que há uma parte de nós que vemos e outra que não vemos. E o que não vemos é bem mais antigo. 

O que é o EU SUPERIOR?

Um aspecto importante do Eu Superior é que nem sempre há uma parte de nós que não vemos. Isso é algo que só acontece quando estamos na Terra (ou em lugares semelhantes).

Publicidade

Como já comentamos várias vezes (por exemplo, neste artigo), você sempre existiu. Como a ciência já provou, neste universo tudo é energia, e a energia não é criada nem destruída, apenas se transforma.

Então, você nunca se criou e nunca vai desaparecer, você apenas se transforma. O que chamamos de “nascimento” e “morte” são apenas transformações, não o começo ou o fim da vida. Existimos antes e existiremos depois.

Bem, neste “antes” de vir à Terra não temos um Eu Superior como o definimos aqui. O Eu Superior ainda existe, é claro, mas não faz sentido chamá-lo assim, porque não o percebemos como algo separado. Quando não estamos na Terra, estamos plenamente conscientes de todo o nosso ser: todas as nossas emoções, nossos pensamentos e nossas memórias. Poderíamos dizer que quando não estamos na Terra nós e nosso Eu Superior nos unimos, embora fosse mais correto dizer simplesmente que nos percebemos como uma unidade completa.

Uma pergunta que pode surgir aqui é: por que isso não acontece quando chegamos à Terra?

Por que quando chegamos a este planeta perdemos de vista uma parte de nós mesmos e a sentimos como algo separado?

Bem, essa é uma pergunta muito, muito importante. Não vamos abordá-lo diretamente hoje, mas vale a pena ponderar se isso lhe interessa. Tem a ver com o motivo de estarmos aqui…

Assim, o que chamamos de “Eu Superior” é simplesmente a parte de nós que não vemos enquanto estamos neste planeta.

Isso significa que o Eu Superior tem todas as respostas para perguntas que não conhecemos. Qualquer dúvida que você tenha sobre si mesmo, seu Eu Superior sabe: por que você está aqui, quem você realmente é, quais são suas emoções e crenças mais profundas, como está seu corpo a cada momento, etc. Seu Eu Superior é a parte de você que você não está ciente, então ele tem todas as informações sobre você que você não vê.

Neste ponto, uma pergunta importante é: e podemos nos conectar com essas informações?

E a resposta é sim, claro. Não se esqueça que é uma parte de nós, que podemos recuperar esse estado natural a qualquer momento.

O caminho para se conectar com nosso Eu Superior e recuperar a unidade do que realmente somos é muito simples: basta explorar dentro de nós mesmos para descobrir as partes que não vemos agora. Não há necessidade de procurar nada do lado de fora; tudo está em nós.

O primeiro passo para se reconectar com sua verdadeira identidade é reconhecer conscientemente que há uma parte de você que você não vê. Torne-se claramente consciente de que há uma parte do seu corpo, suas emoções, seus pensamentos e suas memórias que você não percebe.

Reserve um tempo para esta etapa. Mesmo que você não veja como é a parte de você que não vê, tente sentir claramente que ela existe. Há algo em você que está além de sua percepção atual.

Nesta primeira parte do processo, você pode senti-lo como algo externo, se quiser. Mas tente sentir que está lá.

À medida que o sente, tente prestar-lhe o máximo de atenção durante o seu dia a dia: quando vai às compras, quando vai trabalhar, quando está com os amigos… Você em mente. No momento, não importa se você não vê como é. O importante é que você sinta que ela existe.

E daqui, pouco a pouco, você se vê se aproximando dela. Você pode perguntar coisas a ele, se quiser, e tentar ouvir suas respostas. Pergunte a ele quem ele é. Pergunte a ele o que ele pensa das coisas que acontecem com você.

Isso tem uma grande utilidade prática, pois você pode obter informações muito valiosas sobre sua vida.

Mas o mais importante é que aos poucos você se acostumará com sua presença e cada vez mais a sentirá com mais clareza.

E isso abre a porta para o passo final: ver que essa outra parte também é você.

Não é algo externo.

É uma parte de você.

Paz e Luz,

Kelida.


Espiritualista e psicanalista, Cigana Kelida, a colunista da Bons Fluidos trabalha ajudando milhares de pessoas ao redor do mundo a resgatarem seu poder ancestral com um pouco de magia.

Detentora de um dos principais canais do YouTube sobre Espiritualidade, com mais de 800 mil inscritos e mais de 60 milhões de views em seus vídeos, Kelida que também é psicanalista, hipnóloga e terapeuta holística, reikiana, realiza atendimentos online, promove rituais de cura, benzimentos e vigília, de maneira constante e gratuita.

Faz previsões, rituais, responde perguntas através do baralho cigano e fala com propriedade sobre conexões entre almas, cartas psicografadas, numerologia e terapias alternativas. Com toda essa bagagem espiritual (bruxa naturalista na linhagem de São Cipriano por tradição familiar) e profissional (formada em psicologia), a mística espiritualista atua unindo corpo, mente e espírito.

Por aqui, teremos conteúdos sobre esses temas incríveis todas as terças-feiras, às 12h.

SITE: www.ciganakelida.com

INSTAGRAM: @kelidaoficial

YOUTUBE: Cigana Kelida