colunas   / Microbiota equilibrada

Probióticos podem combater do mau hálito ao câncer

"Quanto mais variada a sua ingestão de probióticos, de bom alimentos, de fibras, mais forte você estará!"

JAMAR TEJADA Publicado quarta 30 setembro, 2020

Importância de ter a microbiota equilibrada - Freepik

Se eu falar pra você que o seu aparelho digestivo é o lar de trilhões de micro-organismos -- que representa mais que o número de habitantes em todo nosso planeta, que é 7,3 bilhões -- e que todos eles exercem função direta no seu organismo, até no seu humor, você acreditaria?

Para você ter uma noção, a cada 1 milímetro do intestino existem 10 bilhões de bactérias (em média temos 2 kg de bactérias só no trato intestinal) que devem estar em harmonia para que o corpo consiga absorver os nutrientes e trabalhe como escudo para as doenças.

+++ VEJA MAIS: Pessoas negativas e o impacto na sua saúde mental, espiritual e física

A essa super população que em nós reside deu-se, inicialmente, o nome de flora intestinal, mas que agora é chamada de microbiota: um grupo de micro-organismos que vivem em determinado ambiente. A microbiota engloba as bactérias, os fungos, os protozoários e apesar de vírus não serem capazes de se reproduzir sozinhos, eles também entram neste grupo.

Assim como na sociedade, esses micro-organismos que em nós residem têm família, nome e sobrenome e cada grupo executa inúmeras funções dentro do nosso organismo. Ações positivas por aqueles que chamo de grupo do bem e ações negativas, pelo que vou chamar grupo do mal.

Os micróbios potencialmente nocivos, do grupo do mal que também habitam nosso sistema digestivo, multiplicam-se de uma forma que acabam prejudicando a formação do grupo do bem, resultando num desiquilíbrio com inúmeras consequências. Mau hálito, diárreia, intestino preso e gases fétidos, por exemplo, podem ser um sinal do corpo de que a flora intestinal não está bem, de que o grupo do mal está em vantagem na batalha. Um ajuste na microbiota poderia já solucionar o problema.

+++ VEJA TAMBÉM:Adeus, TPM! Saiba quais fitoterápicos combatem desordem hormonal, promovem mais energia e aumentam a libido

PROBIÓTICOS PROMOVEM O EQUILÍBRIO DA MICROBIOTA

Para buscar esse reequilíbrio podemos fazer uso de probióticos, bactérias “boas”, que servem para equilibrar a flora intestinal e, assim, trabalharem a favor. Por isso, o nome “pro” do organismo - “bióticos” da vida. Essas bactérias boas podem ser encontradas em iogurtes, leites fermentados, queijos, além de cápsulas e sachês e vão dar aquela força para o grupo do bem na batalha que ocorre no nosso interior todos os dias, não esquecendo das fibras, que chamamos de prebiótico, que é o alimento que dá uma força extra para os probióticos!

Engana-se aquele que acredita que o desiquilíbrio intestinal, que chamamos de disbiose, só acontece por ação de micro-organismos malfeitores. É claro que esses interferem diretamente, mas eles só ganham força quando recebem sua ajudinha extra com uma alimentação de péssima qualidade! Quanto mais “tranqueiras” você colocar para dentro do seu corpo, mais inflamado ele ficará, formando assim um ambiente perfeito, ácido, para esse grupo do mal que a cada dia se fortifica mais e mais! Então, para se ter uma microbiota saudável, fortificando o grupo dos benfeitores, trate de se alimentar bem, evitando alimentos industrializados, refinados, embutidos, hidrogenados, etc, tudo aquilo que sabemos que faz mal, mas nos sabotamos a todo momento!

A grande maioria acredita que probiótico é apenas aquela bebida fermentada vendida no pequeno potinho há tantos anos! Aquela bebida contém, sim, um probiótico, mas apenas um num universo de probióticos existentes. Portanto, se você estiver em desiquilíbrio intestinal, aquele potinho vai ajudar, mas não será a salvação, longe de ser, assim como comer quilos de kefir, ou de iogurte natural... Todos esses vão somar a sua batalha, mas ainda assim são poucos soldados! Quanto mais variada a sua ingestão de probióticos, de bom alimentos, de fibras, mais forte você estará!

Saúde física e emocional

E se você acredita que o objetivo do uso de probióticos é apenas regularizar suas idas ao banheiro, engana-se! A ação vai bem além. Já se sabe, por exemplo, que a microbiota de um indivíduo obeso é diferente da de um indivíduo com peso saudável, que tem como grande soldado a bactéria do tipo Akkermansia muciniphila, que responde por até 5% das bactérias que habitam o intestino humano. Mas não se anime, infelizmente ainda não existe esse probiótico disponível no mercado.

Poderia dar vários exemplos de atuação dos probióticos. Eu mesmo fiz uso desses para tratamento da minha sinusite, que hoje é praticamente nula, assim como ajuste no colesterol, na pressão alta, na diabetes,na ansiedade, câncer mas poderia citar como ação principal uma imunidade blindada entre tantos outros, até mesmo depressão e demais problemas de desordem psíquica... Pois é, os probióticos agem até nas nossas emoções!

Então, antes de começar a fazer uso de medicamentos alopáticos para tratar quaisquer desordens físicas que esteja atravessando, medicamentos esses que vão comprometer ainda mais a integridade de sua microbiota, atente-se mais ao seu intestino, melhore sua qualidade de alimentação e busque ajuda de um profissional da saúde capacitado para te prescrever os probióticos mais adequados. Não compre qualquer probiótico em drogarias. Para cada problema há um grupo de soldados especializados! 

+++ VEJA TAMBÉM: Como ativar a imunologia desintoxicando o organismo de metais pesados

Não há ditado antigo mais atual do que o de Hipócrates: "Que seu remédio seja seu alimento, e que seu alimento seja seu remédio”, afinal a saúde começa pela boca! Probiótico é vida!

Jamar Tejada


 

Todas as quartas-feiras teremos conteúdos exclusivos sobre métodos naturais para cuidarmos da saúde e do corpo... Daquele jeito que nós amamos!

Fiquem de olho!

Instagram: @Tejard

Contato: (11) 3063-1333

Confira:

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Jamar Tejada (@tejard) em

Último acesso: 02 Dec 2020 - 15:30:02 (1043524).