comportamento   / Corpo Humano

Bocejo contagioso? Saiba porquê bocejamos quando vemos outra pessoa bocejar

Concentre-se na imagem que está na capa desta matéria e tente não bocejar

Bons Fluidos Publicado quinta 10 setembro, 2020

Concentre-se na imagem que está na capa desta matéria e tente não bocejar
Estudos sugerem o por quê bocejamos ao ver outras pessoas bocejando - Pixabay

Nem todo mundo já percebeu, mas sempre que olhamos diretamente para uma outra pessoa que está bocejando, começamos a bocejar involuntariamente mesmo quando não estamos cansados. 

Quem já percebeu esse fato curioso, já deve ter se perguntado por quê isso acontece. A Bons Fluidos pesquisou e desvenda esse acontecimento. 

Um estudo feito por especialistas da Universidade de Nottingham, na Inglaterra, e publicado na revista acadêmica Current Biology em 2017, mostrou que a propensão humana para o bocejo contagioso é disparada automaticamente por reflexos primitivos no córtex motor primário - uma área do cérebro responsável pela função motora.

+ VEJA TAMBÉM: Café à prova de balas: saiba porquê CEOs e atletas estão misturando manteiga no café

A pesquisa mostrou que o bocejo contagioso é desencadeado involuntariamente quando observamos outra pessoa bocejar - é uma forma comum de ecofenômenos - a imitação automática de palavras ou ações de outra pessoa. Isso acontece porque o cérebro tem uma área chamada córtex pré-motor que possui um mecanismo chamado de neurônios-espelho. Estes neurônios costumam imitar determinadas situações ou memórias, como um reflexo involuntário.

É possível notar a ação dos neurônios-espelho durante as risadas, por exemplo. Essas células memorizam como nós nos comportamos em determinados momentos e tende a reproduzir este comportamento sempre que vivenciamos um momento parecido, por esse motivo, o modo como você dá gargalhadas é o mesmo e será repetido sempre que você sentir vontade de rir. 

Nossa necessidade de bocejar aumenta se formos instruídos a resistir ao bocejo, por isso, não importa o quanto tentamos abafar um bocejo, pois isso não alterará nossa propensão a bocejar. E não são apenas os humanos que têm tendência para bocejos contagiosos - os chimpanzés e os cães também o fazem.
 

Último acesso: 25 Oct 2020 - 18:59:23 (1043403).