Veja 5 motivos para você abraçar mais as pessoas — depois da pandemia — e seus benefícios à saúde

Este tipo de comunicação não verbal oferece inúmeros benefícios à nossa saúde e bem-estar

Bons Fluidos Publicado quinta 10 setembro, 2020

Este tipo de comunicação não verbal oferece inúmeros benefícios à nossa saúde e bem-estar
Veja 5 benefícios do abraço e comece a abraçar mais as pessoas que você ama - Pexels/ Artem Beliaikin

Uma das formas de comunicação não verbal mais benéfica para o ser humano é o abraço. Para algumas pessoas, ele faz parte da rotina de demonstração de afeto, enquanto para outras, ele pode ter significados mais profundos. 

Abraçamos outras pessoas quando estamos animados, felizes, tristes ou tentando confortar. Abraçar é universalmente reconfortante, no entanto, nem todo mundo tem o hábito de praticar a terapia do abraço. 

+ VEJA TAMBÉM: Pensamento acelerado: confira seis dicas para acalmar a mente agitada e ansiosa

Pesquisas científicas já estudaram os efeitos do abraço no corpo humano e detectaram uma série de benefícios que farão você querer abraçar alguém imediatamente, mas só depois da pandemia, tá?!

1. Abraços podem prevenir doenças --  exceto em casos de doenças infecciosas
A redução do estresse e a sensação de conforto provocada pelo abraço pode ajuda-lo a controlar a imunidade e mantê-lo mais saudável. 
Após um estudo com mais de 400 adultos, pesquisadores descobriram que abraçar pode reduzir as chances de uma pessoa ficar doente. Os participantes com um maior sistema de apoio eram menos propensos a adoecer e aqueles com maior sistema de suporte que adoeceram apresentaram sintomas menos graves do que aqueles com pouco ou nenhum sistema de suporte.

2. Abraços facilitam a comunicação e a criação de vínculos afetivos
A maior parte da comunicação humana ocorre verbalmente ou por meio de expressões faciais, mas o toque é uma outra forma importante de passar uma mensagem a alguém e até quebrar o gelo.
Segundo cientistas, o toque é o primeiro dos nossos sentidos a se desenvolver no útero e atinge a maturidade muito antes dos outros sentidos. Como resultado, o toque interpessoal, como abraços, desempenha um papel importante na criação de vínculos afetivos. 

3. Abraços melhoram o desempenho físico
O jornal norte-americano The New York Times publicou um estudo em 2010, que descobriu que os atletas se saíram melhor quando mostraram camaradagem física (como abraços) antes das competições. O estudo descobriu que as equipes que mostraram mais vínculos por toque estavam entre as mais bem classificadas e com melhor desempenho. 

4. Abraçar pode diminuir níveis de cortisol do organismo e aumentar a oxitocina
Abraçar ajuda a diminuir o cortisol, o hormônio do estresse do organismo e consequentemente ajudar a viver de maneira mais calma. Além de diminuir o estresse, a prática colabora para o aumento dos níveis da oxitocina, o hormônio da felicidade. 
Um estudo descobriu que os benefícios positivos da oxitocina eram mais fortes em mulheres que tinham relacionamentos melhores e abraços mais frequentes com seus parceiros românticos.

5. Abraçar pode ajudá-lo a se sentir menos sozinho
Embora as tecnologias tenham ajudado a criar uma rede de conexão entre nossos amigos, ela provocou uma separação entre o mundo físico e o digital. Como consequência, as pessoas estão mais distante fisicamente enquanto conectadas pelo mundo digital. 
Este tipo de conexão não permite abraços e pode até resultar em relações sem profundidade. A longo prazo, as pessoas se sentem mais sozinhas, no entanto, os abraços unem e conectam pessoas de forma que elas se sintam menos solitárias. 
 

Último acesso: 25 Oct 2020 - 19:06:40 (1043402).