Coronavírus: Estava com casamento marcado para os próximos meses? Saiba o que fazer!

Não se desespere! Especialista indica o que deve ser feito com os eventos que estavam programados antes da pandemia

Redação Bons Fluidos Publicado terça 24 março, 2020

Não se desespere! Especialista indica o que deve ser feito com os eventos que estavam programados antes da pandemia
O que fazer com os casamentos que estavam marcados para os próximos três meses? - Ben Birchall - WPA Pool/Getty Images

A notícia de que o Covid-19 está se espalhando pelo mundo em alta velocidade é muito preocupante e com a orientação de um período em quarentena, muitas festas e eventos sociais precisam ser repensados.

Se você faz aniversário nos próximos meses, pode parecer triste celebrar a data sozinho, mas basta esperar esse período e celebrar com seus amigos ou utilizar da tecnologia para comemorar de forma virtual, cantando parabéns e interagindo com as pessoas que ama através de chamadas de vídeo, até ser seguro comemorar pessoalmente. Mas se você está noiva com convites entregues só esperando o grande dia chegar?

Infelizmente, se o casamento estiver marcado para acontecer nos próximos três meses, há uma grande possibilidade de que seus planos sejam impactados e você precise rever o contrato com os fornecedores. Afinal, é necessário tomar as devidas precauções para garantir a segurança de si e de seus convidados e isso pode incluir a difícil decisão de adiar. De acordo com a gerente de eventos do Lugar 166, Larissa Coelho, é importante que os noivos estejam preparados, acompanhem as notícias de perto e que mantenham uma conversa aberta com seus fornecedores e convidados.

PEÇA ADIAMENTO

A especialista reforça que o ideal é pedir adiamento do evento. O momento pede cautela e não cancelamento. “Com o encurtamento do calendário, é importante termos consciência e ir além do “sábado ideal”. Olhar com carinho para os outros dias da semana pode ser uma alternativa interessante para desafogar as datas mais procuradas e assim, manter a realização do evento, não tão distante da data inicial”, sugere.

Além disso, a gerente de eventos alerta que os noivos revisem seus contratos de casamento para obter detalhes sobre o que acontece com os depósitos em caso de atraso ou adiamento, mesmo em uma situação atípica como essa.

"Se você decidir adiar, entre em contato com o local antes de descobrir outras datas disponíveis e comece a contatar outros fornecedores de alta prioridade sobre a disponibilidade para datas futuras”, pontua.

FOCO NO GRANDE DIA

E apesar de ser necessário pensar nos contratos, nas mudanças e nas alternativas para esse período complicado, Larissa afirma que é possível se reorganizar e realizar o casamento.

“Não cancele seu grande dia, apenas adie.” 

Já para os fornecedores, a dica é que sejam flexíveis: “Ainda que essa pandemia gere um estresse para os negócios, o relacionamento e o bem-estar dos nossos clientes deve ser mais importante do que qualquer cláusula contratual no curto prazo".

Ela ainda finaliza dizendo que se todos se ajudarem, pode ser mais fácil encontrar boas soluções para esse desafio.

Último acesso: 28 Oct 2020 - 11:52:06 (1042444).