Publicidade
Tenha objetos de cerâmica e vasos de plantas, que remetem ao elemento terra, regente do guá – iStock

O ambiente é ideal para ter um espaço de meditação ou um altar, com imagens de santos e anjos, livros religiosos e pedras como a ametista — sua tonalidade lilás simboliza transmutação. Livros de autoconhecimento e espiritualidade também podem ficar expostos. Estimule a circulação da energia ch’i também com móveis e objetos (como cortinas, tapetes e almofadas) nas cores lilás, azul e branca.

Publicidade

Tenha objetos de cerâmica e vasos de plantas, que remetem ao elemento terra, regente do guá. Explore as formas quadradas, em um relógio de parede, por exemplo, com moldura branca, azul ou lilás. Use essas tonalidades também na louça, nos panos de prato e nos aventais.

Para equilibrar esse ambiente, coloque um espelho de moldura quadrada ou objetos nesse formato. Potes de cerâmica (que remetem à terra), toalhas, tapetes e cortinas podem ter detalhes azuis ou lilases, cores que regem essa área do ba-guá.

No quarto

>o guá com as cores azul ou lilás nas roupas de cama e em cortinas ou até mesmo nas paredes. “No caso do lilás, vale lembrar que geralmente as mulheres gostam dessa cor nas paredes, mas os homens não. Use-a apenas em detalhes”, lembra a consultora Mon Liu. Evite ter altar ou imagens sacras na cabeceira da cama de casal.

Publicidade