Entrego, confio, aceito e agradeço: mantra criado por iogue brasileiro há anos ainda ecoa e gera esperanças para 2021

Reproduza o mantra da positividade e atraia coisas boas para o próximo ano

Bons Fluidos Publicado segunda 28 dezembro, 2020

Reproduza o mantra da positividade e atraia coisas boas para o próximo ano
Conheça a origem de um dos mantras mais conhecidos - Pexels/ Nick Bondarev

A meditação é uma prática excelente para acalmar a mente e equilibrar as energias do corpo, quando aliada a mantras, esta técnica praticada desde os primórdios, se torna ainda mais poderosa para aprimorar o controle emocional e atrair positividade para diferentes áreas da vida. 

Os mantras são como poemas e foram originalmente escritos em sânscrito. Eles começaram a ser praticados por induístas e budistas e mais tarde foram exportados para diferentes culturas. Hoje ao uso de mantras durante a meditação é utilizada por diferentes povos para fins espirituais sem vínculos com as religiões. 

Embora a frase "entrego, confio, aceito e agradeço" seja muito conhecida por praticantes de ioga, sua origem não é tão antiga como se pensa. O responsável por disseminar um dos mantras mais famosos é um dos maiores precursores da prática budista no Brasil. 

+ VEJA TAMBÉM: Mantra da gratidão para fazer durante a meditação da manhã dura 4 minutos e é revigorante

ORIGEM DO MANTRA

O sábio professor Hermógenes, escritor e um dos principais nomes responsáveis por trazer a cultura iogue ao Brasil, escreveu o mantra "entrego, confio, aceito e agradeço" para superar as fases difíceis da vida. Segundo ele, as quatro ações citadas na frase trata-se de um verdadeiro ato de fé absoluta que não questiona, em nenhum momento, os desígnios de Deus.

Em uma conversa com a revista Bons Fluidos, antes de falecer, em 2015, o professor contou uma das principais experiências de sua vida que fez com que o seu mantra o ajudasse. 

+ VEJA TAMBÉM: A fé absoluta do professor Hermógenes

"Ao me banhar na beira do mar, fui puxado pela correnteza e quase me afoguei, não sabia nadar. De repente, vi um rapaz nadando em minha direção. Ele me disse: "Não tente me ajudar, nem me segurar. Simplesmente amoleça". Eu obedeci. Naquele instante, aprendi a lição da entrega. Fui aprendendo a viver de forma suave e a aceitar de forma positiva as dificuldades que a vida me impõe para poder transformá-las em aprendizado. Diante de situações que me convencem de minha impotência, tenho aplicado, com vitória, uma estratégia que minha longa existência me fez aprender: entrego o problema à providência divina e me predisponho a aceitar o que vier como resposta. E, numa prova de amor e fé, agradeço a Deus, antecipadamente, pela resposta que Ele achar melhor, seja qual for. Meu mantra é: entrego, confio, aceito e agradeço!", relatou ele. 

A história de vida do professor Hermógenes deixou muitas reflexões e, mesmo depois de anos, o mantra criado por ele continua ecoando e inspirando pessoas a seguir as quatro ações de demonstração de fé absoluta. 
 

Último acesso: 16 Apr 2021 - 11:27:53 (1044061).