Publicidade
O item ajuda as mulheres a descobrirem a doença no estágio inicial – Reprodução

Julián Ríos Cantú quase perdeu a mãe para o câncer de mama. A
experiência ficou marcada na vida do adolescente mexicano, que decidiu inventar
algo para ajudar as mulheres a descobrirem a doença no estágio inicial e,
assim, aumentar as chances de cura.
  A reincidência
da doença atingiu a mãe quando Julián tinha 13 anos, fato que motivou o jovem a
criar um protótipo do sutiã em conjunto com mais dois amigos. Através da
empresa Higia Technologies, o Eva é um sutiã que ajuda as mulheres a detectar o
câncer desde cedo.
  O item usa
200 biosensores para mapear a superfície da mama e monitorar a textura, cor,
peso e temperatura. Para o diagnóstico, basta usar o sutiã por uma hora, toda
semana. A invenção foi concebida especialmente para mulheres que têm uma
predisposição genética para o câncer de mama, e os usuários podem usar um
aplicativo móvel ou acompanhar pelo computador.
  Apesar de ser
um protótipo e a certificação para o uso só acontecer daqui dois anos, Julián
acaba de ganhar o principal prêmio por sua invenção no Global Student Entrepreneur
Awards (GSEA), vitória que lhe
rendeu o prêmio de 20 mil dólares pelo experimento.

Publicidade