Publicidade

Descubra quais são os cinco erros mais comuns de quem quer emagrecer

Nutricionista Deborah Lestingi destaca o que pode atrapalhar no seu processo de emagrecimento

Descubra quais são os cinco erros mais comuns de quem quer emagrecer – Freepik / @freepik

Quem quer emagrecer, geralmente, busca por um resultando rápido e eficaz. Por conta disso, algumas pessoas tendem a tomar atitudes radicais e fazer dietas extremas e restritivas, que até podem proporcionar perda de peso na balança, mas não significam que seja de forma saudável. Pensando nisso, a nutricionista Deborah Lestingi listou cinco dos principais erros cometidos durante o processo de emagrecimento e ensina dicas para evitá-los. Confira!

Publicidade

Quais os erros mais comuns durante o emagrecimento?

1) Fazer restrições
A especialista indica fugir das dietas que retiram um tipo de alimento ou que não sejam individualizadas!

“Dietas que prometem resultados rápidos, com métodos inovadores ou entre outras famosas na internet, devem ser evitadas. O ideal é que sejam acompanhadas por um profissional da área para não causar resultados desastrosos”. Ela ressalta que o segredo para um bom emagrecimento é a reeducação alimentar através da forma que consiga manter por mais tempo. Isso só é possível por meio de uma alimentação planejada respeitando seu processo. 

2) Querer resultados rápidos
O imediatismo pode ser seu inimigo para o emagrecimento.

“Dietas que prometem resultados rápidos são baseadas em restrições exageradas de calorias e carboidratos, reduzindo o peso na balança através de perda de água e resíduos intestinais, gerando falsa ilusão de sucesso.” Deborah ainda destaca que a perda de peso gera adaptações do corpo para ocorrer o reganho de peso, levando ao famoso “efeito sanfona”. Para isso não ocorrer, é necessário acompanhamento com estratégias nutricionais adequadas. 

Publicidade

3) Se apegar à balança
De acordo com a nutricionista, a balança pode ser sua maior inimiga no processo de emagrecimento. 

“Nosso peso oscila muito ao longo do dia e por inúmeros motivos. Além disso, você pode ganhar massa muscular durante o processo, o que resulta muitas vezes em pouca oscilação de peso (o ganho de massa muscular ocorre com a perda de gordura). Uma pessoa leve não necessariamente é uma pessoa magra ou saudável.”

4) Exagerar nos finais de semana
O segredo é manter uma rotina diária saudável em todos os momentos, com escolhas conscientes!

Publicidade

“Não faz sentido se privar ao longo da semana e exagerar em todas as refeições do fim de semana. O consumo calórico excedente do fim de semana prejudica a restrição feita nos demais dias. O ideal é ter uma boa relação com a comida para saber lidar com a disponibilidade dela”, se tiver algum exagero, a dica é manter a rotina nas próximas refeições sem compensar ou “largar mão” o resto do dia. 
 
5) Não contar com a ajuda de profissionais
Sim, é possível emagrecer sozinho, mas o processo será mais eficaz com a ajuda de especialistas em emagrecimento.
“As pessoas tendem a pegar dietas prontas ou seguir dicas da internet, mas cada corpo é único e deve ser tratado com exclusividade. Portanto, o acompanhamento nutricional é essencial para garantir um emagrecimento sustentável. Emagrecer vai além de contar calorias”, finaliza Deborah Lestingi.

+++ Eclipse lunar de 19/11 sugere desapego e prática do perdão, indica astrólogo

+++ 5 ensinamentos de Monja Coen que nos fazem refletir sobre como levamos a vida

Publicidade