bem-estar   / Coronavírus

Estudos apontam que a vacina intranasal poderá ser aposta contra o vírus da Covid-19; entenda

Escola de Medicina em St. Louis da Universidade Washington foi a responsável pela pesquisa

REDAÇÃO BONS FLUIDOS Publicado quarta 2 setembro, 2020

Escola de Medicina em St. Louis da Universidade Washington foi a responsável pela pesquisa
Estudos apontam que a vacina intranasal poderá ser solução contra o vírus da Covid-19; entenda - Foto de Karolina Grabowska no Pexels

A vacina contra a Covid-19 na forma de aerossol para aplicação intranasal é uma nova aposta contra a infecção causada pelo coronavírus, sugerem estudos internacionais.

De acordo com a investigação realizada por pesquisadores da Escola de Medicina em St. Louis da Universidade Washington, no estado norte-americano do Missouri, uma única dose do imunizante evitou que animais, no caso camundongos, desenvolvessem a doença depois de terem sido expostos ao SARS-CoV-2.

+ VEJA: Taxa de transmissão da Covid-19 no Brasil é a mais baixa desde abril, de acordo com pesquisa

O estudo publicado recentemente na revista científica Cell, mais especificamente no dia 19 de agosto, aponta que os roedores usados durante o teste receberam receptores humanos que se ligam à proteína spike, a mesma usada pelo coronavírus para invadir as células do organismo. Neste caso, os camundongos tinham o vírus no pulmão, mas não foram afetados pelo patógeno.

A equipe de pesquisadores do Primeiro Hospital Afiliado da Universidade Médica de Guangzhou, da China, obteve resultado semelhante ao da investigação americana. O produto da apuração oriental, que em vez de camundongos usou durante os testes macacos rhesus, foi publicado da revista Nature Communications.

Avanço científico brasileiro

A Universidade de São Paulo (USP) também vem desenvolvendo uma vacina por spray nasal contra a Covid-19. Especialistas do local de ensino afirmam que imunização aerossol foi, inclusive, testada em camundongos contra a hepatite B. Para isso, os cientistas colocaram uma proteína do novo coronavírus em uma nanopartícula criada em laboratório. A substância que surge como resultado poderá, caso os resultados sejam positivos, ser usada como spray nasal nos pacientes infectados.

Último acesso: 02 Dec 2020 - 15:50:47 (1043361).