bem-estar   / Avanços científicos

Terceira dose da vacina de Oxford produz forte resposta imunológica; estudo cogita injeção extra

Atualmente, a vacina AstraZeneca é a segunda mais aplicada no Brasil, logo atrás da Butantan Sinovac, ou CoronaVac

Revista VivaSaúde Publicado sexta 2 julho, 2021

Atualmente, a vacina AstraZeneca é a segunda mais aplicada no Brasil, logo atrás da Butantan Sinovac, ou CoronaVac
Terceira dose da vacina de Oxford produz forte resposta imunológica; estudo cogita injeção extra - Foto: Sirachai Arunrugstichai/Getty Images

Nesta última segunda-feira, 28 de junho, pesquisadores da Universidade de Oxford anunciaram que uma terceira dose do imunizante desenvolvido pela própria instituição de ensino em parceria com a também britânica AstraZeneca produziria uma forte resposta imunológica.

Esta terceira dose seria responsável por aumentar a resposta imune dos anticorpos contra o coronavírus e de células T. Apesar disso, os estudiosos não afirmaram que esta dose extra será necessariamente aplicada como forma de reforço para aqueles que já se imunizaram ou irão de imunizar com a vacina em questão.

"Temos de estar numa posição em que podemos aplicar a dose de reforço caso isso se mostre necessário, mas não temos nenhuma exigência de que será [...] "Neste momento, com uma alta taxa de proteção na população do Reino Unido e nenhuma evidência de que isso foi perdido, aplicar terceiras doses no Reino Unido enquanto outros países têm zero doses não é aceitável.", disse Andrew Pollard, diretor do Grupo de Vacinas de Oxford, à imprensa. As aspas foram divulgadas pela CNN Brasil.

Para saber mais, CLIQUE AQUI e leia a matéria completa no site da Revista VivaSaúde, parceira da Bons Fluidos.

Último acesso: 30 Nov 2021 - 12:16:56 (1045266).