Testeira
  coluna-charles-bueno   / Hipnose x consciência

Hipnose não tira consciência da pessoa hipnotizada

Na coluna desta semana, Charles Bueno desmistifica e esclarece um pensamento muito comum sobre a hipnose, o de que ela deixa o paciente inconsciente

CHARLES BUENO Publicado segunda 5 julho, 2021

Na coluna desta semana, Charles Bueno desmistifica e esclarece um pensamento muito comum sobre a hipnose, o de que ela deixa o paciente inconsciente
Hipnose x consciência: o que acontece e o que não acontece durante o transe? - Freepik/ pressfoto

Ao contrário do que muita gente pensa, não dá para deixar uma pessoa totalmente inconsciente com o uso da técnica de hipnose, você sabia?

Para conseguirmos ter o transe hipnótico, a pessoa precisa consentir que tenhamos acesso ao seu inconsciente. No entanto, ela fica o tempo todo consciente e capaz de se mover e, principalmente, reagir. O que explica isso são as etapas pelas quais o transe hipnótico passa,

Vamos compreender aqui cada uma dessas:

- Indução: quando o paciente é sugestionado a concentrar sua atenção para que seja hipnotizado;

- Dissociação: nesta fase, os sentidos são alterados. A pessoa deixa, por exemplo, de sentir dor, mas ela não perde a consciência de onde está e do que está acontecendo com o seu corpo;

- Transe: a pessoa consegue acessar o seu inconsciente, seguindo as sugestões do hipnotista;

- Sugestão: usamos durante o processo uma narrativa, na qual conseguimos propor e sugerir que a pessoa mude algo que não a faz feliz ou não a faz bem. Mas, a decisão DO QUE vai ser feito é da pessoa hipnotizada – e de mais ninguém. 

Ela tem total liberdade para decidir se quer se livrar do que lhe faz mal ou não, de ressignificar um momento ou não. Essa decisão é tomada pela pessoa e o hipnotista não tem qualquer influência nisso.

- Reassociação: que é quando a pessoa gradualmente retorna do transe.

+++ HIPNOSE: 5 mitos e verdades que todos deveriam saber sobre essa ferramenta terapêutica

HIPNOSE NÃO É INCONSCIÊNCIA, É MUDAR O FOCO DA SUA ATENÇÃO

Durante o transe há letargia, catalepsia e relaxamento profundo. No entanto, exames já comprovaram que a pessoa fica 100% do tempo consciente. Ela só muda o foco da sua atenção. Há até quem bloqueie esse processo e não se permita entra no estado hipnótico.

Ou seja, a hipnose depende das duas partes: hipnotista e hipnotizado. Por isso, ninguém precisa ter receio, achar que vai dizer o que não deve, ser trapaceado, nem nada parecido.

Esta é uma ciência séria, que visa ajudar pessoas a se livrarem de dores e incômodos mentais e emocionais. É uma ciência do bem, que ajudou -- e ajuda -- muita gente, há muito tempo!

+++ Reprogramação mental pode curar doenças visíveis e invisíveis


Até ler esse texto você já tinha se dado conta da importância da hipnose? Já tinha parado para pensar que a prática precisa ser desmistificada? Pois é! É por isso que nosso colunista Charles Bueno está aqui! Vamos conversar semanalmente sobre hipnose e todos os seus benefícios para a saúde mental e física!

Instagram: @charlesbuenohipnologo

www.masteremhipnoseclinica.com.br

Último acesso: 26 Oct 2021 - 20:35:19 (1045271).