Aborto não é mais visto como crime na Nova Zelândia

O parlamento da NZ aprovou nesta quarta-feira, 18, uma lei que descriminaliza o ato

Redação Bons Fluidos Publicado quarta 18 março, 2020

O parlamento da NZ aprovou nesta quarta-feira, 18, uma lei que descriminaliza o ato
Nova Zelândia descriminaliza aborto no país - Getty Images

Desde 1961, ficou firmado na lei da Nova Zelândia que um aborto poderia deixar uma pessoa na prisão por até 14 anos, mas a partir desta quarta-feira, 18, tudo vai mudar.

Acontece que o parlamento do país aprovou hoje mesmo uma lei que descriminaliza o ato. De acordo com o ministro da Justiça,
Andrew Little, interromper uma gravidez passou a ser uma questão exclusivamente médica.

A nova lei foi aprovada com um total de 68 votos contra 51 e o ministro explicou porquê defende tanto a nova medida.

"Com a lei anterior, as mulheres que desejavam abortar tinham que superar muitos obstáculos", afirmou.

Ele avaliou que o lado positivo de tudo, é que as mulheres podem ter, desta forma, "conselho e tratamento de maneira mais rápida".

No Brasil, a conversa ainda é diferente!

Por aqui, o aborto é considerado um crime e pode deixar a gestante de 1 a 3 anos presa. Já o médico, ou qualquer outra pessoa/profissional que realizar a retirada do feto, pode ter que ficar recluso por até 4 anos.

Último acesso: 01 Dec 2020 - 12:26:22 (1042418).