comportamento   / Ideias Inovadoras

Empresa cria máscaras de proteção com impressão do rosto do cliente por 19 euros

Uma empresa belga desenvolveu uma tecnologia capaz de imprimir o rosto de clientes no tecido das máscaras de proteção

Bons Fluidos Publicado quarta 24 junho, 2020

Uma empresa belga desenvolveu uma tecnologia capaz de imprimir o rosto de clientes no tecido das máscaras de proteção
Empresa belga imprime o rosto de clientes nas máscaras de proteção - Reprodução/ Instagram/ @smilingmask_

As máscaras de proteção se tornaram um tem indispensável em todos os países afetados pela pandemia do novo coronavírus. 

Enquanto a população se adapta a este novo modo de viver, novas necessidades surgiram em relação à utilização desta peça como, por exemplo, a dificuldade que usuários de celular têm ao desbloquearem a tela por identificação facial. 

A máscara de proteção impossibilita que a tecnologia de identificação facial consiga funcionar corretamente, além da dificuldade em adaptar as máscaras de proteção com as tecnologias, há quem diga que esta peça tornou as relações mais impessoais, já que ela cobre parte do rosto e impossibilita que vejamos impressões faciais de outros indivíduos. 

Pensando em atender novas necessidades que surgem e em busca de diminuir os impactos financeiros nos negócios em meio a pandemia, uma empresa belga teve a ideia inusitada de imprimir o rosto de seus clientes nas máscaras de proteção. 

O empresário belga Charles De Bellefroid viu seus negócios prejudicados por conta da quarentena adotada no país europeu e decidiu criar as "Smilling Masks", que traduzido para o português significa Máscaras Sorridentes. 

É possível encomendá-las através de uma solicitação pelo app que utiliza um software para transformar as fotos enviadas dos rostos dos clientes em impressões no tecido das máscaras personalizadas. 
 

Empresa imprime o rosto dos clientes nas máscaras de proteção
Reprodução/ Instagram/ @smilingmask_

Último acesso: 21 Sep 2020 - 17:07:52 (1042951).