Médico dentista revela 3 hábitos simples que podem combater o mau hálito

O dentista Flávio Farias destacou que os enxaguantes bucais a base de álcool podem ter um efeito contrário ao desejado

Bons Fluidos Publicado terça 4 agosto, 2020

O dentista Flávio Farias destacou que os enxaguantes bucais a base de álcool podem ter um efeito contrário ao desejado
Veja como estes três hábitos simples podem afastar o mau hálito - Pixabay/ Cookie Studio

O mau hálito ou a halitose, termo utilizado pela comunidade médica, é um problema causado pelo mau cheiro que sai do interior da boca. A situação é muito comum e afeta mais de 40% da população mundial, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

O problema ainda é pouco discutido por conta do receio que algumas pessoas têm de alertar outras sobre o mau cheiro, por isso, muitas vezes, ele acaba não sendo combatido e causando situações constrangedoras. 

Segundo o médico dentista Flávio Farias, em entrevista a Record News, muitas pessoas se acostumam com a halitose crônica e não sentem mais que estão com o problema. 

"Existe uma coisa que se chama fadiga olfatória, que é quando a pessoa se acostuma com o mau hálito e não sente o próprio cheiro. Muitas pessoas acabam se afastando de pessoas que tem halitose", destacou. 

CAUSADORES

Segundo Flávio, existem mais de 90 motivos que causam a halitose, no entanto, o principal entre eles é a deficiência da higiene bucal: "Higiene bucal ruim e pessoas que não limpam a saburra bucal da língua, aquele creme branco que fica no dorso da língua pode gerar a halitose".

O dentista destacou que problemas sistêmicos e metabólicos como diabetes, intestino preso, sinusites e amigdalites também podem provocar o mau hálito em pessoas de qualquer idade. 

COMO EVITAR

1) Limpe a língua com um limpador específico

O dentista orientou a higienização da língua com um limpador próprio para a língua ou uma escova de dentes: "Você tem que ir no fundo com o raspador e puxar a saburra da língua. Se você tiver o hábito de sempre limpar a língua você vai ter uma diminuição da saburra bucal". 

2) Tenha uma boa alimentação

Segundo Flávio, alimentos com excesso de proteínas e gorduras geram mau hálito. Bebidas alcoólicas e tabagismos também devem ser evitados por pessoas que querem combater o problema.

Ele reforçou que o álcool, inclusive aquele presente nos enxaguantes bucais, promove a descamação celular, o que pode provocar a halitose. "Se ele aumenta a descamação celular, você vai ter mais restos de células na boca e consequentemente um mau hálito maior", destacou.

3) Beba água

O dentista destacou que a falta de saliva está associada ao mau halito, por isso, beber muita água para manter a região hidratada e produzindo saliva é fundamental para garantir um bom hálito: "Quando você saliva pouco, você não faz a limpeza natural. Por isso que acordamos com mau hálito, por conta do tempo prolongado em jejum durante a noite". 
 

Último acesso: 27 Sep 2020 - 22:22:42 (1043185).