Perda de olfato e paladar x coronavírus: entenda como a carência dos sentidos pode ser um sinal da doença

Entenda porquê vítimas do coronavírus se queixaram de perda de sentidos antes mesmo dos clássicos sintomas

REDAÇÃO BONS FLUIDOS Publicado quarta 8 abril, 2020

Entenda porquê vítimas do coronavírus se queixaram de perda de sentidos antes mesmo dos clássicos sintomas
Perda de olfato e paladar x coronavírus: entenda como a carência dos sentidos pode ser um sinal da doença - Pinterest

Até agora, foram diagnosticadas com o novo coronavírus no Brasil mais de 14.300 pessoas. Dentre milhares de vítimas, muitas alegam ter tido uma repentina perda parcial ou total do olfato, inclusive do paladar. A hiposmia e anosmia, como são chamadas as carências, respectivamente, podem aparecer até mesmo antes de sinais clássicos como tosse seca, febre e dificuldade para respirar.

Em conversa com BBC News Brasil, Preta Gil, que contraiu o Covid-19 pouco antes do dia 7 de março, revelou: "Comecei a perder o olfato e o paladar quatro dias depois de ter os primeiros sintomas do coronavírus, como calafrios, sudorese e dores no corpo [...]. Agora, já estou recuperada, mas meu olfato e meu paladar ainda não voltaram totalmente. Só consigo sentir cheiro de muito perto. Mas não sinto sabor de nada".

É comum presenciarmos a perda total ou parcial do olfato e, consequentemente, do paladar, quando adquirimos uma gripe ou resfriado, devido à congestão nasal. Sendo essa uma característica que não faz parte dos sintomas gerais e comuns do coronavírus, por que isso vem ocorrendo?

Especialistas indicam que é comum que haja uma redução na capacidade de olfato e paladar logo após uma infecção viral, em decorrência da obstrução nasal, do edema na membrana nasal e do excesso de secreções. Porém, a medida em que nos recuperamos, restabelecemos nossos sentidos.

Em relação ao Covid-19, profissionais da área da saúde apostam que o vírus possa afetar os nervos ligados ao olfato e paladar, inflamando-os. Segundo estudo feito por pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, o novo coronavírus é capaz de atacar células-chave no nariz. Essas células, localizadas na parte posterior do nariz, contém proteínas que permitem a multiplicação do vírus no corpo humano.

Por hora, as análises são incertas. Não é possível afirmar com convicção de que a perda olfativa é um dos sintomas do novo coronavírus. Porém, se você presenciar a ausência desses sentidos repentinamente, a indicação médica é que você cumpra de maneira rígida o isolamento social por, pelo menos, 15 dias. Só assim poderemos frear a disseminação da doença no país e no mundo.

Último acesso: 25 Oct 2020 - 19:44:33 (1042526).