Publicidade

Uma força para o doce Nathan

Campanha arrecada fundos para dar continuidade ao tratamento desse menino de 11 anos, que sofre de distrofia muscular de Duchenne

Força Nathan – Divulgação

Há seis anos a rotina do menino Nathan William Patrzyk é
intensa. De manhã vai à academia e à fisioterapia, à tarde vai para a escola e,
no final da tarde, nova sessão de fisioterapia. Uma vez por mês sai de Irati,
no PR, e vai com a mãe para Londrina, onde intensifica os tratamentos contra a
distrofia muscular Duchenne, doença degenerativa que aos poucos enfraquece toda
a musculatura do corpo, podendo chegar ao músculo mais vital de todos: o
coração.
Para estabilizar a doença e melhorar
a qualidade de vida do menino – muito doce, alegre e apaixonado pelo Flamengo –,
a família de Nathan recorreu a um tratamento experimental, à base de células-tronco
e que só é feito na Tailândia. Como são necessárias oito aplicações das
células embrionárias (cuja hipótese é de que formariam os tecidos necessários
para substituir o músculo que está degenerando), e isso significa viajar
anualmente para lá, os pais do menino estão pedindo ajuda para levantar recursos. Eles e um grupo de amigos criaram uma campanha para a
arrecadação de fundos via financiamento coletivo. Quem quiser dar uma força pode clicar aqui.

Publicidade

Mais info: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/forca-nathan-amigos-para-sempre