Publicidade

Legumes escovados

A iniciativa de alguns supermercados é um incentivo para o consumo consciente. Veja por quê

É uma opção mais sustentável: evita um gasto redobrado de água – Divulgação

Algumas lojas do Pão de Açúcar do
estado de São Paulo e Paraná começaram a comercializar batata, cenoura e
mandioquinha escovados. Segundo informam, são legumes que não passaram pela
etapa de lavagem no produtor e, assim, economizam água na sua produção. Esse
tipo de produto também teria maior durabilidade e um preço menor, podendo ser
mais atrativo financeiramente. BONS FLUIDOS quis saber melhor essa história e
conversou com Laura Pires, diretora de sustentabilidade do grupo varejista
(GPA, dono das marcas Pão de Açúcar e Extra, por exemplo). A seguir, um resumo
do nosso bate-papo.

Publicidade

Por que os legumes
escovados (em vez de lavados) são uma ideia sustentável?

Os legumes
escovados passam por um processo de limpeza mecânica, sem utilização de água.
Por isso, é uma opção mais sustentável, já que evita um gasto redobrado de
água.  Quando o consumidor compra legumes, frutas e verduras no
supermercado, este produto já passou por um processo de higienização, feito
logo após a colheita ou antes de ser disponibilizado para a venda. Mas, mesmo
assim, quando o consumidor leva o produto para casa, lava novamente antes de
consumi-lo.

Uma outra
vantagem dos legumes escovados é que todo processo de higienização de legumes,
frutas e vegetais expõe esses alimentos a uma perda natural de nutrientes –
especialmente os hidrossolúveis – quando entram em contato com a água. Quanto
mais vezes o alimento é higienizado, maiores são as chances de que esse
processo afete seu valor nutricional inicial. Esse processo mais simples também
valoriza o sabor, o aroma e outras características físicas do alimento,
influenciando positivamente sua degustação.

Quanto economizam
de água?

Publicidade

O gasto de água
varia de acordo com cada alimento. O fornecedor gasta, por exemplo, cerca de 12
litros de água para lavar um quilo de mandioquinha. Para lavar batatas, o gasto
é, em média, de 2 litros por quilo e de cenoura, 1 litro. 

Por que escovar o
legume – e não lavar – prolonga sua durabilidade?

O processo de
limpeza dos legumes e vegetais naturalmente reduz seu prazo de validade. Por
isso, os legumes escovados têm maior durabilidade após a colheita. A batata,
por exemplo, se mantém própria para o consumo por até 30 dias se apenas
escovada, cerca de quatro vezes mais do que lavada, com durabilidade de cerca
de sete dias.

Publicidade

Isso funciona
tanto para legumes orgânicos quanto para não-orgânicos?

Este processo é
realizado com legumes tradicionais, não-orgânicos, como batata, mandioquinha,
cenoura, entre outros.

Qual é o desconto
que as lojas do Pão de Açúcar vão oferecer para quem comprar produtos escovados
e não lavados?

Publicidade

Os legumes
escovados têm um preço final cerca de 15% menor, em média, do que o produto
lavado. 

Esse é um
incentivo para ajudar na mudança de comportamento do consumidor – que prefere
frutas e legumes mais bonitos e limpos?

Sim.
Da mesma forma que incentivamos a coleta de pilhas e baterias, o uso de sacolas
retornáveis e a venda de orgânicos e de produtos a granel, incentivando a
reutilização de embalagens e a prática do consumo consciente.  Também
implementamos o primeiro programa privado de reciclagem de embalagens por meio
de estações de reciclagem, que recebe materiais recicláveis e doa para uma cooperativa
parceira, entre outras iniciativas.

Publicidade