comportamento   / Avanços tecnológicos

Após 10 anos sem enxergar, idoso recupera a visão ao receber 1º transplante de córnea artificial do mundo

"O procedimento cirúrgico foi direto e o resultado superou todas as nossas expectativas", disse Irit Bahar, médico responsável pelo transplante

REDAÇÃO BONS FLUIDOS Publicado segunda 1 fevereiro, 2021

Após 10 anos sem enxergar, idoso recupera a visão ao receber 1º transplante de córnea artificial do mundo - Reprodução / CorNeat_Vision

Jamal Furani é o nome do idoso de 78 anos que entrou para a história como prova de mais um dos grandes avanços da tecnologia em relação à medicina. Isso porquê este homem, cego, foi o primeiro a receber um transplante de córneas artificiais bem-sucedido no mundo e recuperar a visão após 10 anos sem enxergar.

Vale lembrar que esta é a primeira vez na história que se tem registro de um ser humano cego que voltou a ver. O procedimento foi realizado em Israel na Rabin Medical Center pela startup CorNeat.

+ VEJA: Vacina da Johnson teve eficácia de 66% contra casos moderados e graves de Covid-19

“O procedimento cirúrgico foi direto e o resultado superou todas as nossas expectativas. O momento em que tiramos as bandagens foi emocionante e significativo.", disse Irit Bahar, chefe do Departamento de Oftalmologia do Rabin Medical Center Bahar e responsável pelo procedimento, ao jornal Israel Hayom.

"Momentos como este são o cumprimento de nossa vocação de médicos. Temos orgulho de estar na vanguarda desse empolgante e um projeto significativo que sem dúvida impactará a vida de milhões.", continuou o profissional.

+ VEJA: Pesquisadores israelenses descobrem ponto fraco do câncer e cresce expectativas para cura com medicamento

O transplante artificial que recebe o nome de KPro é usado para substituir córneas opacas ou deformadas, como era o caso de Jamal, que recobre a superfície da pálpebra e a parte branca do globo ocular, estimulando a proliferação celular no olho.

Último acesso: 05 Dec 2021 - 14:38:05 (1044282).