comportamento   / Avanços da medicina

Cirurgiões testam com sucesso transplante de rim de porco em humano em feito inédito

Pela primeira vez na história da medicina, um rim de um animal foi transplantado em um humano

Bons Fluidos Publicado quarta 20 outubro, 2021

Pela primeira vez na história da medicina, um rim de um animal foi transplantado em um humano
Transplante de rim de porco em humano ocorreu sem intercorrências - Unsplash/ Jc Gellindon

A medicina está avançando em todo o mundo e médicos deram mais um passo importante após realizar um feito inédito em um paciente nos Estados Unidos. 

Cirurgiões da Langone Health, da Universidade de Nova York conseguiram, pela primeira vez, realizar um transplante de rim de porco em um humano em um feito inédito na história da medicina. O procedimento ocorreu com sucesso e não houve rejeição imediata pelo sistema imunológico do paciente.

+++ Em situação rara, bebê nasce envolto em bolsa amniótica

Em entrevista à Reuters, os cientistas informaram que a paciente a receber o órgão do animal foi uma mulher com morte cerebral e sinais de disfunção renal. Após o consentimento da família, os cientistas realizaram o procedimento para testar antes que a paciente tivesse os aparelhos que a mantinham viva desligados. 

O rim utilizado no transplante pertencia um porco que teve seus genes alterados para evitar que houvesse uma rejeição imediata do organismo humano. Os médicos ligaram as veias e artérias da paciente ao órgão animal e manteve o rim fora do corpo dela para que eles pudessem ter fácil acesso. 

+++ Descontinuação de medicamento essencial para Transplante de Medula Óssea mobiliza especialistas

Segundo o cirurgião do transplante, Robert Montgomery, que liderou o estudo, os resultados foram positivos e as funções do rim transplantado "pareciam bem normais": "Parecia qualquer transplante que eu já fiz de um doador vivo. Muitos rins de pessoas falecidas não funcionam imediatamente [no receptor] e levam dias ou semanas para começar. Esse funcionou imediatamente".

Caso o procedimento tenha cem porcento de eficácia, este será um passo da medicina importante que poderá contribuir para resolver problemas de falta de doadores de órgãos.

 

Último acesso: 17 Jan 2022 - 19:04:47 (1045883).