3 mantras indianos para inserir nas meditações e viver em paz consigo e com o Universo

Alguns estudiosos relacionam cada sílaba a uma área do corpo, que recebe os benefícios da vibração do som

Texto de Martha Funke para a Revista Bons Fluidos adaptado para versão digital Publicado quinta 9 julho, 2020

Alguns estudiosos relacionam cada sílaba a uma área do corpo, que recebe os benefícios da vibração do som
Mantras que emitem vibrações benéficas para o corpo - Pixabay

Em sânscrito, a palavra 'mantra' tem muitos significados. Dentre eles: "instrumento da mente", "linguagem divina" e também "linguagem da fisiologia espiritual humana".

Os mantras são fórmulas antigas embutidas dentro de cada som divino, que quando pronunciados pelas vibrações vocais e pelas palavras, são capazes de transformar hábitos e situações.

A prática fornece calma, paz e energia para enfrentar os desafios mais difíceis!

Conheça três mantras indianos e saiba para que usá-los no dia-a-dia e nas meditações:
 

1) Om Mani Padme Hum
(Lê-se om manipádime rum)

Quer dizer: “Da lama nasce a flor do lótus”

Isto é: nas maiores dificuldades encontramos oportunidades preciosas e temos acesso aos presentes de Deus.

Associado ao Buda da compaixão, Avalokiteshvara, esse é um dos mantras indianos mais praticados no mundo.

2) Om Shanti Om
(Lê-se om chanti om)

Mantra de paz do hinduísmo, pode ser apenas uma saudação ou, quando repetido muitas vezes, induz a um estado de relaxamento profundo, calma interior e bem-estar.

Indicado também para elevar a consciência durante a prática da meditação.

3) Om Namah Shivaya
(Lê-se om namachiváia)

Deve ser repetido quatro vezes, sempre com uma longa pausa entre as repetições.

Relacionado ao deus hindu Shiva, que representa o poder da consciência. As sílabas ajudam a despertar os princípios que governam os primeiros cinco chacras – básico, umbilical, plexo solar, cardíaco e laríngeo. 

Último acesso: 01 Dec 2020 - 11:31:38 (1043039).