Publicidade

Benza Deus, chegou o Natal!

Francisquinha ainda espalha rosas vermelhas de papel pela árvore sagrada para agradar a Nosso Senhor

Benza Deus, chegou o Natal! – Divulgação
“É hora de pedir um milagre!”, clamou dona Francisca, minha santa faxineira, que pegou esse costume lá na roça, nos tempos de criança.  Para ela, “milagre não é coisa que cai assim, do céu, sem mais nem menos. Temos de cumprir a nossa parte!” Entendida nesses assuntos, comadre Francisca diz que “pedir um milagre é arrumar a alma da gente”.
 
Preparos caseiros
 
Para começar essa história de milagre, dona Francisca não faz cerimônia e escreve alguns pedidos fervorosos em papéis bem coloridos, que são dependurados na árvore de Natal para “ficar bem perto de Deus”. Francisquinha ainda espalha rosas vermelhas de papel pela árvore sagrada para agradar a Nosso Senhor. Ela nem imagina, mas a rosa é um dos símbolos místicos mais antigos, é a imagem de um coração puro e irradiante. Para completar, ela amarra saquinhos de doces cristalizados pela árvore afora, lembrando a doçura do amor divino, que acolhe nossos pedidos, graças a Deus! 
 
Quer saber mais? Livro Casa Natural – Arquiteto Carlos Solano – [email protected]

Publicidade