bem-estar   / Compulsão Alimentar

Nutricionista dá oito dicas para fugir da compulsão alimentar durante a quarentena

A pandemia do novo coronavírus potencializou problemas como a ansiedade e compulsão alimentar

Bons Fluidos Publicado quinta 6 agosto, 2020

A pandemia do novo coronavírus potencializou problemas como a ansiedade e compulsão alimentar
A nutricionista Thaisa Leal contou 8 dicas para se livrar da compulsão alimentar - Pexels/ Andrea Pic

As consequências do confinamento está afetando a saúde mental e física de parte da população, e embora estes problemas já existissem antes da pandemia, eles acabaram potencializados diante do cenário atual. 

O longo período de quarentena tem causado ansiedade e para aliviar os sintomas, muitas pessoas encontraram na comida uma distração que precisavam, no entanto, o hábito de comer em grandes quantidades em uma frequência exacerbada está causando distúrbios alimentares.  

+ VEJA TAMBÉM: Veja 30 alimentos antioxidantes que turbinam a imunidade, de acordo com a nutri Karina Nascimento

Segundo a nutricionista e influenciadora Thaisa Leal, esta é uma das principais queixas que ela vem recebendo de seus clientes e seguidores desde o início da quarentena: “Ficar em casa nos deixa muitas vezes entediados e, tendo acesso 24h à geladeira e armários, acabamos comendo sem estar com fome". 

Pensando em ajudar a construir e mudar hábitos nesse momento complicado,  a nutricionista carioca formada pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro deu oito dicas para controlar o impulso alimentar nessa quarentena:

1. Avalie cada área da sua vida e como ela impacta em você

"Dê uma nota de 0 a 5 para cada área da sua vida nesse momento (0 para muito insatisfeito e 5 para muito satisfeito) e veja o quanto ela está interferindo no seu emocional e na sua alimentação. 

As áreas são as seguintes: saúde, relacionamento, amizade, família, trabalho, atividade física, alimentação e autoestima. Por exemplo, se você está em um relacionamento tóxico, às vezes você perde a fome ou então come muito porque está ansioso. 

A mesma coisa pode acontecer em relação ao trabalho. Os amigos e a família também influenciam nisso. Se a sua família compra coisas não saudáveis, você acaba comendo também. Colocar num papel todos esses pontos vai te ajudar a perceber qual área precisa ser mais trabalhada para alcançar seu objetivo final", orientou Thaisa.

2. Busque soluções

"Para cada problema que você identificou, busque uma solução. Não espere que tudo se ajeite sozinho, nós mesmos precisamos mudar o que nos incomoda. Seja mudar de trabalho, conversar com seu namorado, levar comidinhas saudáveis nos encontros com os amigos ou cozinhar você mesmo coisas saudáveis e gostosas para a família", destacou a nutri. 

3. Não tenha besteiras em casa

"Essa é a regra básica da vida! Se você tiver besteiras em casa, vai acabar comendo, mesmo que não esteja verdadeiramente com fome! Às vezes estamos ansiosos ou entediados e vamos na geladeira ou no armário o dia todo ver se tem algo de bom para comer. E se tivermos alguma besteira em casa, é ela que vamos atacar.", disse ela.

4. Crie uma rotina e se organize 

Thaisa defendeu que, "Se você não se organizar vai ser muito mais difícil manter a alimentação saudável. Crie o dia das compras e o dia de cozinhar. Crie uma rotina de acordar cedo, mesmo que você não precise. E tenha um horário fixo para fazer atividades físicas". 

5. Tenha foco

"Quando você realmente está focado, você escolhe não comer, mesmo que tenha uma sobremesa deliciosa na sua frente. Existem algumas perguntas muito importantes: Eu realmente amo isso? Está realmente bom? Vale a pena consumir essas calorias? Vou me arrepender depois? A satisfação de você escolher não comer aquilo que te faria mal é muito grande!". 

6. Não desanime e não coloque tudo a perder se deslizar uma vez

"Não jogue fora o seu esforço de vários dias só porque você comeu uma refeição errada. Se errou em uma refeição, volte a comer saudável na refeição seguinte. Não pense que já que comeu algo ruim é melhor continuar errado durante o dia, a semana ou o mês todo", disse a influenciadora.  

7. Não comece a se permitir muito quando estiver bem

"Às vezes a pessoa está tendo ótimos resultados e começa a pensar “estou  bem, posso comer doces, posso faltar a academia”. Mas isso faz você voltar para a estaca zero!", orientou Thaisa.

8. Tem que ser prazeroso

A nutricionista contou que que se alimentar bem "Tem que ser prazeroso! Se não for, a gente acaba desistindo. Não pode ser sacrificante pra você! Por isso, faça receitas saudáveis gostosas! No meu canal, por exemplo, tem pizza, brigadeiro, bolos, hambúrguer e muitas outras receitas incríveis!".

Último acesso: 27 Sep 2020 - 22:40:19 (1043198).