Sedentarismo, inatividade física e ansiedade são as principais comorbidades ligadas à asma

Estudo comprovou que a prática regular de atividades físicas é um fator protetor para a hospitalização por esse problema

Viva Saúde Publicado quarta 10 março, 2021

Estudo comprovou que a prática regular de atividades físicas é um fator protetor para a hospitalização por esse problema
Sedentarismo, inatividade física e ansiedade são as principais comorbidades ligadas à asma - Freepik

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de trezentas milhões de pessoas sofrem com asma, sabia?

Um estudo realizado por pesquisadores da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), em parceria com a Universidade de Newcastle (Austrália), registrou, pela primeira vez, as comorbidades ligadas à doença. Dentre elas, inatividade física, sedentarismo e ansiedade se destacam como as principais.

COMO A PESQUISA FOI FEITA?

Para chegar aos resultados, a pesquisa envolveu duzentos e sessenta e nove pacientes com asma moderada e grave, sendo duzentos e quarenta e três do Brasil e cinquenta e três da Austrália. Os participantes eram, em sua maioria, do sexo feminino, com sobrepeso, baixa atividade física, alto tempo de sedentarismo e leve obstrução das vias aéreas. Dentre os participantes, 68% tinham asma não controlada e 64% experimentaram — pelo menos — uma crise, nos últimos doze meses.

Clique aqui para ler a matéria completa no site da Revista Viva Saúde, parceira da Bons Fluidos.

Último acesso: 26 Oct 2021 - 18:57:36 (1044520).