comportamento   / Saúde Mental

Fadiga pandêmica: entenda o que é o fenômeno que afeta quem teve e quem nunca teve Covid-19

Para a OMS, o cansaço pandemico está relacionado ao esgotamento mental e a hipervigilância da humanidade em relação à Covid-19

Bons Fluidos Publicado terça 26 janeiro, 2021

Para a OMS, o cansaço pandemico está relacionado ao esgotamento mental e a hipervigilância da humanidade em relação à Covid-19
Entenda o que é a fadiga pandêmica e o por quê ela precisa ser enfrentada - Pexels/ Laura James

Embora a fadiga seja um dos principais sintomas da Covid-19, esta sensação que pode envolver sensações de cansaço físico e mental está alcançando também quem não se contaminou com a doença. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o mundo está cada vez mais desmotivado e sem energia. Depois de sofrer alterações drásticas na rotina do dia a dia e enfrentar meses seguidos nesta situação, muitas pessoas acabaram perdendo o ânimo e não se sentem motivados para praticar suas atividades diárias. 

+ VEJA TAMBÉM: Falar com você mesmo ajuda a diminuir estresse, apontam profissionais

Este fenômeno coletivo está sendo tratado por especialistas como uma fadiga pandêmica, que está diretamente relacionada ao contexto em que estamos vivendo e não à doença provocada pela Sars-Cov-2 em si. 

Segundo o diretor regional da OMS para a Europa, Hans Henri Kluge, o cansaço nesta altura da pandemia de Covid-19 é normal, afinal já se passou um ano desde os primeiros casos e desde então a humanidade não voltou ao normal.

"Desde que o vírus chegou ao continente europeu, há oito meses, os cidadãos fizeram enormes sacrifícios para conter a covid-19. O custo foi altíssimo, algo que esgotou todos nós, independentemente de onde vivemos ou do que façamos. Nessas circunstâncias, é fácil e natural sentir-se apático e desmotivado, sentir cansaço.", destacou ele. 

+ VEJA TAMBÉM: Covid-19 será um mero resfriado em menos de 10 anos, afirma estudo publicado na Science

Para os especialistas, um dos principais gatilhos para a fadiga pandêmica é a hipervigilância e o medo do vírus. Não é fácil conviver constantemente com receio e a incerteza de que em qualquer momento nós ou nossos familiares podem ficar gravemente doentes. O tédio e o distanciamento social também são gatilhos associados a este cansaço e desânimo. 

Embora o estresse e a hipervigilância estejam causando desgastes psicológicos, é importante manter a calma e permanecer seguindo rigorosamente as recomendações para evitar a contaminação. Dar um tempo das notícias ruins e tentar focar no futuro pós-pandemia pode ser uma escapatória para esta fase. 
 

Último acesso: 22 Jan 2022 - 20:57:16 (1044241).