Vacina russa demonstra eficácia e é segura, aponta primeiro estudo divulgado na 'The Lancet'

Um estudo publicado pela revista científica The Lancet apontou que a vacina russa oferece imunização eficaz

Bons Fluidos Publicado sexta 4 setembro, 2020

Um estudo publicado pela revista científica The Lancet apontou que a vacina russa oferece imunização eficaz
Um estudo publicado na revista The Lancet apontou que a vacina russa oferece imunização eficaz - Pixabay

A primeira vacina contra a Covid-19 aprovada na Rússia apontou ser segura e oferecer resposta imune sem provocar efeitos colaterais relevantes, segundo um primeiro estudo publicado pela revista inglesa The Lancet, uma das mais prestigiadas revistas científicas do mundo. 

A Sputnik V, como foi batizada a vacina criada na Rússia, causou estranhamento na classe científica e chegou a gerar desconfiança na OMS após Wladimir Putin aprova-la sem divulgar nenhum estudo científico que comprovasse sua eficácia. 

+ VEJA TAMBÉM: Rússia é o 1º país a aprovar vacina contra a Covid-19; veja o que se sabe sobre a vacina russa

O estudo publicado pela The Lancet nesta sexta-feira, 04, mostrou que um grupo de pessoas que participaram de um estudo preliminar com a vacina desenvolveram resposta imune contra a Covid-19 sem apresentar efeitos colaterais graves. 

A proposta de imunização, que pode colocar fim à pandemia do novo coronavírus, foi aprovada pelo presidente russo em 11 de agosto, após apenas 2 meses de testes, quando normalmente o período de testes necessita de meses ou até anos. 

Na ocasião, Putin disse apenas que a vacina garante "imunidade de longa duração" e que sua filha já havia tomado. O governo também anunciou que deve começar a campanha de imunização para a população do país em outubro deste ano.  
 

Último acesso: 25 Oct 2020 - 22:20:35 (1043376).