Publicidade
Idosa celebra 104 anos na mesma casa onde nasceu
Idosa celebra 104 anos na mesma casa onde nasceu – Reprodução/The Sun/Crédito: Ben Lack

Sobre viver o passado, o presente e o futuro no lugar onde sempre a fez feliz… Elsie Allcock é uma idosa moradora de Huthwaite, no Reino Unido. Ela acabou de completar 104 anos e sua história de vida é bem interessante: Elsie mora na mesma casa desde que nasceu. Ela ama onde vive porque a faz remeter sua infância e lembrar de sua família. As informações foram divulgadas pelo The Sun.

Publicidade

Em entrevista ao jornal, a idosa disse que não pensa (e nunca pensou) em sair dali. Ela foi a caçula de cinco filhos e nasceu em um quarto da casa no dia 28 de junho de 1918, durante a Primeira Guerra Mundial. Infelizmente, sua mãe morreu de pneumonia quando Elsie tinha 14 anos. Na Segunda Guerra Mundial, no ano de 1941, ela se casou com Bill. Eles continuaram na casa para que ela cuidasse do pai. Quando ela faleceu, em 1949, eles compraram a residência em definitivo.

Idosa celebra 104 anos na casa onde nasceu

Hoje em dia, a casa que o pai dela alugou em 1902 por US$36 vale cerca de US$90.100. Elsie comprou a casa por 250 libras, equivalente a R$1.603 reais. Ela explicou que fez poucas reformas na casa – apenas o bastante para modernizar alguns cômodos. A primeira coisa que fez foi colocar um banheiro para substituir uma banheira de estanho.

“Nós não tínhamos £250, então fui ao conselho e pedi um empréstimo. Eles concordaram e a casa era nossa. Mantivemos o banheiro externo – ainda funciona. Muito pouco mudou […] Eu não teria sido feliz em nenhum outro lugar. Esta é minha casa e significa tudo para mim”, disse.

A casa é tão importante para Elsie porque toda sua família viveu ali. Com Bill, ela teve 2 filhos, 6 netos e 29 bisnetos. O marido faleceu em 1996, aos 79 anos. Todos os familiares concordam que a casa tem uma história especial. Ray, um dos filhos de Elsie e Bill, explica que pretende manter a residência quando sua mãe falecer.

Publicidade

“Essa residência é o ponto focal para toda a família. Ela nunca vai sair daqui. Ela adora e já disse que espera que a gente possa mantê-la quando ela partir”.