Publicidade

Aprenda a fazer o original molho de tomate com uma verdadeira mamma do Brás

Simples e fácil de fazer, ele só pede tempo para cozinhar

Licena Montanaro Carrieri – MARINHEIRO MANSO

Há mais de 30 anos, quando
dona Licena Montanaro Carrieri, 77
(foto), foi convidada a compor o coro das famosas mammas da festa de São Vito,
em São Paulo, sendo responsável pela
elaboração do tradicional molho vermelho italiano, ela se assustou.

Publicidade

“Estava acostumada a
prepará-lo numa quantidade pequena, somente para a família. Não tinha ideia do que
era cozinhar para tanta gente. Até que uma amiga me disse: ‘faça como sempre,
só aumente a quantidade’”, relembra. E foi o que dona Licena fez e faz, desde
então, todos os anos, na tradicional festa de origem italiana.

“Chegamos a preparar mais
de 200 kg de macarronada por noite.” Com seu jeito gentil e bem humorado, ela
diz que aprendeu a receita com a mãe, cozinheira profissional, que preservou a
receita tal qual trouxe da querida Itália.

“É muito simples e, por
isso, é diferente e todo mundo adora”. Dona Licena veio da Itália com os pais
em 1955, aos 18 anos, e passou a viver no Brás, bairro da zona central da
capital paulista que acolheu os imigrantes italianos e onde a festa acontece no
meio do ano.

“Eu sempre fui costureira,
mas depois de uma certa idade, comecei a ter dores na articulações por causa do
ofício e acabei adotando a função de cozinheira, como minha mãe, que me ensinou
tudo o que eu sei”, homenageia ela. Inclusive a famosa receita do molho
vermelho das mammas do Brás que você lê ao lado.

Publicidade

Receita
do tradicional molho vermelho italiano

Aproveite em qualquer tipo de massa – aqui ele rende bem para seis pessoas

INGREDIENTES


2 kg de tomate     (bem maduros) de     qualquer qualidade
• ½ copo americano      de óleo ou azeite

• 1 cebola média

MODO
DE PREPARO
“Retire
a ‘cabeça’ dos tomates e corte cada um deles na vertical. Coloque-os para
ferver em pouca água, apenas para não grudar no fundo. Depois de fervidos, retire-os
e bata tudo no liquidificador. Não deixe ir muita água, pois é ela quem faz o
molho ficar ácido. Peneire a polpa. Em outra panela, refogue a cebola picada no
óleo até ela ficar dourada e acrescente a polpa. Quando ferver, diminua o fogo para
o molho encorpar. Para não grudar no fundo, mexa de vez em quando e despeje
água aos poucos. Em uma hora, o molho estará pronto, mas quanto mais cozinhar,
melhor. Eu deixo cozinhando por duas horas”, ensina dona Licena.

Publicidade