comportamento   / Vamos vencer

Veneno de cobra brasileira tem substância que bloqueia reprodução do coronavírus, diz estudo

Pesquisa da Unesp identificou molécula em veneno de Jararacuçu capaz de inibir vírus da Covid-19

Bons Fluidos Publicado sexta 3 setembro, 2021

Pesquisa da Unesp identificou molécula em veneno de Jararacuçu capaz de inibir vírus da Covid-19
Veneno de cobra Jararacuçu pode ser eficiente contra a Sars-Cov-2 - Flickr/ Jacques LepineSeguir

Pesquisadores do Instituto de Química da Unesp, em Araraquara, SP, descobriram que substância presente no veneno da cobra Jararacuçu possui molécula capaz de inibir em até 75% a multiplicação do coronavírus em células de macaco. 

A cobra brasileira Jararacuçu, ou Bothrops jararacussu, como é chamada cientificamente, é uma víbora venenosa encontrada em regiões do Brasil, Bolívia e Argentina. 

Seu veneno possui uma molécula, que é um peptídeo -- aminoácidos que constituem um fragmento de proteína -- com ação contra partículas virais. Isto é, cientistas descobriram que o veneno da cobra pode agir contra a Sars-Cov-2. 

+++ Pfizer anuncia que produzirá vacina em parceria com o Brasil para distribuir na América Latina

Além de mostrar efetividade contra o vírus causador da Covid-19, o estudo mostrou que a molécula pode ser eficaz contra as diversas cepas do vírus. 

Como foi feito o estudo

Para demonstrar a efetividade, os cientistas realizaram algumas modificações na estrutura da molécula. Em seguida, os cientistas cultivaram em laboratório células de macaco. As células receberam a molécula do veneno e uma hora depois, o vírus Sars-Cov-2 isolado foi adicionado à cultura.

+++ Comprovante de vacinação será exigido em bares, restaurantes e shoppings da cidade de São Paulo

Após dois dias, os cientistas conseguiram notar, por meio de um cálculo, que a reprodução do vírus havia sido bloqueada. Ou seja, o vírus da covid-19 não estava se multiplicando. 

Último acesso: 26 Oct 2021 - 21:23:48 (1045666).