Publicidade

É recomendado treinar quantas vezes por semana? Confira o que dizem os especialistas

Dependendo de como for a rotina na semana, fica difícil encaixar os treinos, fazendo com que a dúvida de qual a melhor frequência para praticar atividades físicas é melhor; chegou a hora de descobrir

treinar-quantas-vezes-por semana
É necessário treinar quantas vezes por semana? Especialistas explicam – Canva Pro/DragonImages

Se você já não for fã número um de exercícios, deve se perguntar qual o ideal de idas à academia? Caso decidir circular pelas redes sociais, irá encontrará diversas opiniões vindas de muitas pessoas. Influenciadores digitais utilizam o exemplo que dá certo para eles, seus amigos afirmam algo totalmente diferente. Certas vezes, fica até difícil de saber quem seguir, né? E você continua se perguntando: Devo treinar quantas vezes por semana? Por isso, fomos conferir o que os profissionais contaram ao jornal ‘La Nación’ sobre a frequência correta. Veja abaixo:

Publicidade

Três a quatro vezes

A opinião unânime é o conselho de treinar de três a quatro vezes por semana, no mínimo. O fisioterapeuta Javier Furman ainda dá uma dica das boas. O melhor treino é aquele que combina exercícios aeróbicos com outros que envolvem força. Desta forma, você ganha capacidade muscular e cardiopulmonar.

E sabia que há uma duração ideal também? De acordo com a preparadora física Maia Rastalsky, treinar por pouco tempo, usando uma técnica da maneira correta por 40 minutos, pode valer mais do que passar duas horas na academia. Até porque, depois de 30 minutos, a capacidade cardiovascular começa a reduzir. E dentro de mais 15 minutos, as forças ficam mínimas.

Melhor pouco do que nada

Se sua rotina for muito lotada na semana, por causa de trabalho e outros compromissos que tomam sua agenda, é melhor tentar encaixar o compromisso, nem se for o mínimo de vezes. Ratalsky atesta que treinar duas vezes dentro dos sete dias, já basta: “Não depende da quantidade, mas da qualidade de estímulos”.

Ademais, ela acrescenta que é necessário ganhar habilidade, nem se for para ir aos poucos. Caso o contrário, se houver muito esforço, pode correr o risco de se lesionar. Em primeiro lugar, vem a saúde e o bem-estar, depois a evolução. É sempre necessário tomar cuidado e se planejar de forma equilibrada e, se possível com orientação de um profissional.

Publicidade