Publicidade

“Representam a amizade”, em MG, japonês planta cerejeiras há mais de 40 anos

Haruji Miura, de 94 anos, já plantou mais de 4 mil cerejeiras em Nova Lima, Minas Gerais; ele explicou que é uma forma de representar a amizade entre brasileiros e japoneses

"Representam a amizade", em MG, japonês planta cerejeiras há mais de 40 anos
“Representam a amizade”, em MG, japonês planta cerejeiras há mais de 40 anos – Reprodução/O Tempo

“As cerejeiras representam, para mim, mais é amizade. Amizade entre Brasil e Japão. O governo e o povo brasileiro receberam muito bem o imigrante japonês, inclusive meu pai. Hoje, está completamente junto. Japonês e brasileiro já não têm muita diferença”, é o que explica Haruji Miura. O japonês de 94 anos já plantou mais de 4 mil árvores em Minas Gerais.

Publicidade

Japonês planta cerejeiras em Minas Gerais

As informações foram divulgadas pelo jornal O Tempo. As cerejeiras encantam o condomínio Morro do Chapéu, localizado em Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte. No Japão, essa árvore é conhecida como sakura. O encantamento com a floração se dá porque ela dura pouco tempo: cerca de duas semanas, durante o mês de junho. Para eles, a cerejeira representa a efemeridade da vida, que passa rápido, apesar de florescer com intensidade e ser encantadora.

Há 40 anos, Miura dá, aos moradores do condomínio, esse presente de admirar as árvores. Durante todas essas décadas, as milhares de cerejeiras plantadas representam, para ele, a amizade entre brasileiros e japoneses. Ele disse que também quis levar uma beleza do Brasil para seu país natal: “Estou plantando ipê do Brasil no Japão, para fazer essa troca de ipê com cerejeira. Essa é a minha ideia”, explicou.

Mais do que encantar os moradores, ele também realiza doações das mudas das árvores. Assim, ele consegue espalhar a ideia por mais lugares. “Eu doo principalmente para professoras, escolas, universidades, instituições de caridade, igreja e várias outras entidades”.

 

Publicidade